casa decoração

A liberdade é um doce que nunca colocaram na nossa boca #8


É um processo difícil e solitário reivindicar autonomia e inteireza na condição mulher. Todas as vezes que precisei convencer o meu entorno que a minha existência precisa ser completa pq é minha por direito, não foi nem é fácil explicar o óbvio estando ele coberto pelo manto perverso do patriarcado.

O meu desejo hoje é pelo meu direito de ser livre.

Quero ser essa mulher inteligente que sou e defender meus argumentos sem que alguém me julgue como uma pessoa difícil. Eu tenho voz e opinião. Quero ser a mãe que deita junto até meu filhos pegarem no sono, assim como a que chora cansada e diz pra eles que precisa ir tomar uma cerveja com os amigos. Eu gosto de dançar e de ficar louca. Quero dividir a vida com alguém que sorria e me abrace me vendo acordar, que confie em mim e não deposite nenhum lixo emocional no meu colo. Não aceito pequenas e inconsistentes porções de afeto, tenho aprendido a preparar e a servir meu próprio banquete. Quero ser a mulher que pesa na balança a quantidade de sensações humanas já sentidas por cada transformaçao que meu corpo precisou passar pra manter-se vivo e fazer viver os que gerei, que cada grama mostrada no visor reflita apenas o compromisso com o meu bem-estar e com a minha história. Eu amo coxinha e tô de boas com as minhas celulites.
Quero poder identificar melhor todos os meus privilégios diante de outras mulheres e ser humilde o bastante pra estender minha mão e lutar pelo que diretamente não me atinge, mas que as fazem chorar. Que eu possa expandir e agregar.

A liberdade é um doce que nunca colocaram na nossa boca, o que a gente tem feito é plantar a cana de açúcar sem nunca termos provado uma sobremesa. Continuemos movendo as engrenagens, minhas amigas, a rapadura é doce, mas não é mole. Quebremos com os dentes, pq força é algo que não nos pode faltar.

Feliz dia de luta.

Nós mulheres parimos esse mundo e ele é nosso!!! #8deMarco #8M #diadasmulheres

Ana Medeiros

É a neta de D. Edite.
Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.



Source link

Add Comment

Click here to post a comment