casa decoração

Espaços do coração – A casa que a minha vó queria


(Esse artigo foi incentivado pela SpaceLovers, empresa que faz remodelações interiores em Lisboa, de forma personalizada e com muita competência. A SpaceLovers e seu time de profissionais promove o renascimento de um lar, mantendo, adequando e otimizando características da arquitetura de lugares especiais, com significado).

Um pouco menos de dois meses estive na casa onde vovó morou por mais de 50 anos (Taí uma grande diferença entre nós), fui obviamente invadida por aquele sentimento bom e nostálgico das brincadeiras que aconteciam no fim de semana, depois pela sensação de tudo parecer menor (até a rua ficou mais estreita diante dos meus olhos adultos). Desci do carro assim mesmo, descalça e meio tentando reconhecer qual era exatamente a calçada onde passávamos horas conversando com as vizinhas.

Tive vontade de pedir pra entrar, mas a casa até então estava alugada (agora com o falecimento de vovó será vendida vai ser posta à venda) e parecia não ter ninguém naquele momento. Talvez também não tivesse preparada para encontrar meu antigo quarto, o quintal onde minha vó “quarava” as roupas, o quartinho construído na parte de trás que em alguns momentos virava um aeroporto ou uma caverna estilo gunnies. Peguei o caminho pra casinha da Estância meio que por acaso e o preparo psicológico foi nenhum, mas claro que emocionei.

Voltarei lá antes que cometam esse mal necessário que é repassá-la pra alguém. Foi nesse endereço que fui morar junto com a minha veinha por decisão autônoma aos dez anos de idade. O perigo que faz é essa que vos escreve causar um drama familiar com todos os meus tios pra atrapalhar os trâmites do negócio ou eu mesma correr atrás de um financiamento e chegar jogando um cheque na mesa bem na hora do almoço. Depois disso vem um projeto de remodelação total da estrutura e os parentes ficando boquiabertos com a transformação total desse ninho onde todos os membros da família foram criados. Já imaginei mil cenas de um original Netflix.

Aguardem as cenas do próximo capítulo.

 

 

 

Ana Medeiros

É a neta de D. Edite.
Ana comanda o #ACQMVQ e vive diariamente decorando aqui e ali. Trabalha home office produzindo conteúdo para o blog e outras empresas das internetes. É mãe de dois pioios lindos, ama comer, desaguar nas palavras, e não dispensa uma caipirinha no fim de semana. Sabe que ser livre também é perder o controle, que morar é mais do que habitar e que um abraço apertado é melhor que banheira de ofurô.



Source link

Add Comment

Click here to post a comment